Olá meninas, como estão?

O post de hoje é super especial, ele não foi programado, e isso torna ele ainda mais sincero, do coração, quase uma necessidade em escrever-lo.

Esse último mês foi bastante difícil, muito burocrático, corrigindo, migrando, alterando e deixando o novo site perfeito para vocês. Fato é que eu tive que passar 100% do conteúdo, que ainda não está 100%, na mão para esse novo modelo.

Por mais cansativo que tenha sido, sinto que a vida não faz absolutamente nada por acaso. É impressionante.

Passar todos os post a mão me obrigou a visitar TODOS eles e ler de novo cada palavra que escrevi no último um ano e quatro meses. E essa tarefa foi fundamental para mim! Por quê?

Gente, como meu blog era feio, sem preocupação com imagem, fotos todas de celular, sem muito tema, sem uma pauta definida, falando qualquer coisa que me vinha na cabeça, com temas sem muita relevância…e eu jurava que eu fazia um bom trabalho e deveria ganhar pelo o que estava fazendo. kkkk

Quanta coisa mudou em apenas UM ano!!!

Parece que faz muito mais tempo, que estou há anos nessa tarefa de tentar me virar sozinha e criar algo meu. E é impressionante que eu tenha feito tudo isso quase que 100% sozinha, saindo do blogspot, criando um site, construindo uma audiência, mesmo com posts tão pouco profissionais como eram.

Fiquei impressionada com a quantidade de besteiras, com as fotos escuras, com o pouco texto e até com a qualidade do meu primeiro vídeo (e olha que eu ainda não mudei de câmera).

Mas, eu vejo isso de forma negativa? De forma ALGUMA. Vejo tudo como uma coisa muito boa. Olha…eu passei por cada uma em uma ano, ufa!

Sai do meu emprego, desafiei minha família, fiquei pobre, acharam que eu estava louca, conheci gente muito legal, mas conheci gente muito perigosa e horrível também, para não dizer louca (rs).

Eu cai em cada uma. Grupo de blogueira, promessas de fama instantânea, promessa de sucesso, de dinheiro, pessoas dizendo que tinham o caminho das pedras, que poderiam nos alavancar, promessas, promessas e mais promessas. Ou melhor dizendo, mentiras e mais mentiras. Usaram nossa imagem de todas as formas possíveis, não nos pagaram um centavo. Diziam que deveríamos ser parcerias, trabalhar, se expor pelo grupo…inocente eu, com 26 anos imagina, se meu pai soubesse, se elas soubessem o que cada uma dessas meninas poderiam ter pedido na justiça por tanta mentira, por tantas reuniões falsas e mentiras de contatos e contratos quase prontos…

E nós com sonhos acreditamos, nos unimos, gastamos muito dinheiro, divulgamos, usamos nosso nome…a troco de quê? De absolutamente nada. Eu não ganhei nada, nem contato, nem dinheiro, nem melhoria de imagem, muito pelo contrário. Me chamaram de estrela…me disseram que eu tinha que ser grata, porque ninguém conhecia meu nome! Imagine só. Sempre soube que não tinha nome, mas não estavam elas lá para me ajudar e não para me por no chão?

Meses depois? Ficou bem claro o real motivo de tudo aquilo, o interesse maior de uma pessoa! O uso de nossos nomes para o bem dela. Boba eu, como sempre. Boazinha demais.

Dias depois? De novo. Cai no mesmo conto. Talvez por raiva, quis fazer dar certo com outra pessoa, kkk. Mal sabia eu que seria ainda pior. Experiência curta dessa vez, mas totalmente traumatizante. Drama, choro, gritos, falta de respeito, um monte de histórias mal contadas, um desrespeito que nunca em minha vida havia passado.  De novo, se ela soubesse a quantidade de coisas que poderiam ser pedidas na justiça…

Mas nosso sonho é visto com malícia por pessoas ruins, que querem fazer fama a custa do pouco que conquistamos sozinhas, ou o mais óbvio, dinheiro.

O que eu ganhei? Um pouco de dinheiro, que não pagou as horas de sofrimentos, e MUITA EXPERIÊNCIA.

Eu CRESCI! Cresci muito, conheci pessoas boas que vou levar comigo, que melhoram meu trabalho. Mas conheci o dark side da coisa…

Blogueiras jovens, muito cuidado! Tem muita gente por ai vendendo o doce que a gente sonha, aquele algodão doce rosa que a gente sonhou, mas acredite em mim, quase em 100% das vezes NINGUÉM quer realmente te ajudar. Por isso, peça sim ajuda para seus pais, faça TUDO com contrato e jamais acredite nas intenções de pessoas que não são suas amigas. Jamais!  Confie em você, mantenha o pé atrás e faça o seu jogo!

Fato é: obrigada! É isso que posso dizer a todos os que estiveram no meu caminho nesse um ano, vocês me fizeram crescer demais. E isso se reflete em absolutamente TUDO.

Na forma como eu escrevo, na forma como eu falo, nas minhas fotos, no meu novo site, no trabalho que hoje eu sei que eu quero desenvolver e na profissional que quero me tornar.

Uma vez me falaram: você quer ser só uma blogueirinha?

Hoje eu posso responder de BOCA CHEIA: não, eu não quero ser só uma blogueirinha. Não quero só pedir roupas emprestadas, ou trabalhar por permutas, tirar foto e colocar no Instagram. Minha paixão nunca foi essa. Eu gosto de escrever, eu sou formada em negócios, quero ser empresária, melhor dizendo, eu quero mudar o mundo. Da minha forma, mas meus sonhos são grandes e eles não se limitam ao “blogueirinha”, e a melhor parte? Eu sempre soube disso, mesmo quando me reduzi a papéis ridículos que vocês me fizeram passar.

Bom, alma limpa, desabafo feito, estou muito feliz em ver meu crescimento. Em ver o quanto eu aprendi, de conteúdo, de SEO, de qualidade de um site, de vídeo, imagem, edição, fotografia, do meu próprio estilo, do que quero parecer nas fotos, das fotos que quero mostrar, do que eu quero compartilhar, como quero compartilhar, com que linguagem, de que forma, em texto, estratégia digital,  da necessidade de gerar valor, de agregar algo na vida das pessoas. É tanta coisa que já não consigo mais dar conta sozinha. E isso é muito bom. Quer dizer que eu já sei tanto, que não tenho tempo nem capital humano o suficiente para ser uma só. Eu já posso cobrar trabalho de alguém, e isso é um sonho realizado.

Recebi muito não. Muitos nãos na verdade, de todos os lados. De gente dizendo que não estava pronta, que minhas imagens eram péssimas, que eu não tinha relevância, que meus vídeos não eram bons. Isso me ofendeu por algum tempo.

Mas, hoje, posso dizer de todo meu coração que eu agradeço por cada não. E não de forma rancorosa, não. Agradeço de verdade, e digo mais: vocês tinham razão!

A qualidade do que eu fazia era ruim, e eu não deveria, de fato, estar ganhando por nada do que entregava. Ser blogueira não é só ter 20 mil seguidores no instagram, e hoje eu entendo isso, então, muito obrigada !!!

Tenho muito a melhorar, muito, muito mesmo, eu sei disso. Começando pelas qualidades dos vídeos, da imagens e painéis por aqui, mas essa evolução já está acontecendo e vai acontecer ainda mais esse ano.

Um novo site, com conteúdo relevante e não só blá blá blá sobre mim mesma. Qualidade, e não desejo em ser famosa. Um e-commerce que vai me trazer muito mais aprendizado. Ufa, quero só ver a Sabrina do ano que vem falando por aqui, imagina só? Depois de um casamento ainda? kkkk!

Eu cresci!! Posso dizer hoje que sou uma blogueira veterana, uma empresária em formação e uma noiva ansiosa.

Amém!

Obrigada por tudo.