Brancas ou vermelhas, largas ou estreitas, profundas ou superficiais elas deixam a pele marcada incomodando muito quem as têm, são elas, as ESTRIAS.

estrias-gravidez

Surgem após uma distensão excessiva ou abrupta da pele quando há ganho de peso, gestação, protese de silicone, hipertrofia muscular e até mesmo com o crescimento. Assim ocorre a ruptura das fibras elásticas da pele, com a instalação do processo há ruptura do colágeno e elastina, levando ao aspecto “enrugado” e esbranquiçado da pele

As estrias acometem mais as mulheres e estão associadas a uma tendência genética em desenvolvê-las. Para evitar ou amenisar o surgimento das lesões recomendamos a hidratação da pele, tanto com tópicos hidratantes quanto com a ingestão de líquidos, dieta balanceada também faz parte da prevenção das estrias  

TRATAMENTO

O tratamento das estrias representa um desafio e deve ser indicado pelo dermatologista.Devem ser iniciados logo que as estrtias surgirem, quando ainda estão rosadas, pois ainda estão em formação. O objetivo do tratamento é estimular a produção de colágeno pela pele melhorando seu aspecto podendo fazer com que elas fiquem mais finas, superficiais e com a coloração parecida com a pele ao redor.  As fibras elásticas que foram rompidas não se regeneram, por isso a pele nunca volta 100% ao que era antes.

Deve-se fazer tratamentos combinados e mesmo assim o resultado não é garantido.

São eles:

– tratamento tópico: Alguns tipos de ácidos estimulam a formação do colágeno melhorando o aspecto e a textura da pele como o ácido retinoico, glicólico, vitamina C

– tratamentos cirurgicos: microdermoabrasão, subincisão, indução percutânea de colágeno, carboxiterapia

– tratamentos a laser – laser de corante pulsado (dye laser), excimer laser, luz intensa pulsada, laser Nd:YAG, laser de érbio e laser de CO2 fracionado.

Os resultados dos tratamentos são variáveis, pode haver melhora e até regressão das estrias, como nenhum efeito. Independente do método escolhido são necessárias várias sessões associadas à hidratação e cuidados domiciliares.

[ JÁ VIU O NOSSO POST DO MÊS PASSADO? TUDO SOBRE PREENCHIMENTO CUTÂNEO]